.: Notícias :.
Boletim Eletrônico Nº 1304

DESTAQUES:


Siga o

da SBQ



Logotipo
Visite a QNInt





capaJBCS



capaQN



capaQnesc



capaRVQ


   Notícias | Eventos | Oportunidades | Receba o Boletim | Faça a sua divulgação | Twitter | Home BE | SBQ



08/02/2018



SBPC conclama entidades e instituições de ensino e pesquisa a realizarem atividades no Dia Internacional da Luz


A data, que será comemorada pela primeira vez em 16 de maio de 2018, deverá ser destacada em eventos da SBPC, SBF, SBQ, SAB e SBBq

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) convida todas as sociedades científicas, instituições de ensino e pesquisa, escolas, museus de ciência e planetários brasileiros a realizarem atividades de divulgação sobre a luz e seus usos no Dia Internacional da Luz (DIL), a ser comemorado pela primeira vez no próximo dia 16 de maio.

A celebração é uma iniciativa global, coordenada pela UNESCO, que fornece um foco comum anual para a contínua valorização da importância da luz e do papel que desempenha na ciência, cultura e arte, educação e desenvolvimento sustentável, e em áreas tão diversas como medicina, comunicação e energia. A data foi instituída após as comemorações do Ano Internacional da Luz, em 2015.

A SBPC é um nodo do Dia Internacional da Luz no Brasil e está estimulando a realização de atividades sobre a luz neste dia ou em dias próximos. Para o presidente da SBPC, Ildeu de Castro Moreira, a realização do Ano Internacional da Luz em 2015 teve grande sucesso no mundo todo e por isto foi tomada a iniciativa de se comemorar o Dia Internacional da Luz a cada ano. "No Ano Internacional da Luz o Brasil se distinguiu por ser o país com maior número de atividades de divulgação registradas no relatório final da UNESCO", destaca.

Para ele, será muito importante que, no Dia Internacional da Luz de 2018, sejam realizadas no Brasil muitas atividades educativas e de divulgação científica sobre a luz, organizadas por entidades e instituições científicas e também em universidades, espaços de ciência e escolas básicas.

Eventos

Algumas sociedades científicas parceiras da SBPC, como a Sociedade Brasileira de Física (SBF), a Sociedade Brasileira de Química (SBQ), Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq) , Sociedade Brasileira de Micro-ondas e Optoeletrônica (SBMO) e a Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) já manifestaram apoio, se tornaram nodos do DIL no Brasil e vão organizar atividades.

A SBPC estimula suas secretarias regionais a organizarem atividades neste dia; no Rio de Janeiro haverá uma palestra sobre a luz no Ciência às Seis e Meia e está sendo programada a realização de observações astronômicas.

A Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq) já programou alguns eventos. No dia 19 de maio – semana do Dia Internacional da Luz -, o planetário de São Paulo, no Parque Ibirapuera, receberá a palestra "Interação da luz com as células e a ação dos protetores solares", com o professor do Instituto de Química da USP, Mauricio Baptista.

A SBBq também planeja aproveitar a recente inauguração do Museu de Ciência e Tecnologias da Bioluminescência (MzCTLUM), no campus de Sorocaba da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), e explorar o potencial de divulgação científica do novo empreendimento.

O MzCTLUM tem realizado exposições eventuais, com apresentação de pôsteres, coleções, demonstrações de bioluminescência e exposições fotográficas. Por enquanto, o Museu tem sido aberto apenas para a comunidade universitária de Sorocaba em caráter eventual, sob agendamento. Para o Dia Internacional, no entanto, haverá uma exposição especial, aberta ao público: "Bioluminescência: Bioindicador desde o nível molecular até global", além de exposições de outras modalidades de luminescência e palestras.

A efeméride do DIL é importante para trazer o tema da luz para o debate público, esclarecer a opinião pública e aumentar investimento humano e financeiro nas pesquisas da área. É o que explica o professor da UFSCar e membro da SAB, Gustavo Rojas: "A luz é fundamental, está presente em tudo, principalmente na sociedade tecnológica em que vivemos. Mas as pessoas têm dificuldade de perceber isso. Então, essa data, assim como foi a promulgação do Ano Internacional da Luz, é muito importante para que as pessoas percebam isso e deem a importância devida a essa demanda. Assim, poderemos, no campo científico, investir mais em cérebros, tempo e dinheiro para as descobertas que ainda estão por fazer", comenta o astrofísico.

Para o pesquisador Vanderlei Bagnato, professor titular do Instituto de Física de São Carlos (IFSC-USP) e representante brasileiro nas discussões que culminaram na criação do Ano e do Dia Internacional da Luz, comemorar o DIL é ter a oportunidade de salientar pontos importantes para a educação da população. "É importante esse marco para que as escolas possam aderir ao movimento e possam preparar melhor nossas crianças para um conhecimento científico que lhes permitam entender a importância da luz e o mundo ao redor", defende.

O Instituto de Física da USP São Carlos forma clubes de ciência com estudantes das escolas públicas da região e Bagnato conta que para esse ano o plano é que os experimentos e achados dos alunos formem uma exposição especial dedicada à luz, na semana do Dia Internacional. "Todo ano nós fazemos aqui a semana da ótica. Regularmente, nos últimos 20, anos temos comemorado com exposições públicas, aulas especiais, palestras, planetário aberto ao público, com programas de televisão local sobre a luz, sua importância, fundamentos", enumera. "Então, a nossa programação sempre foi intensa. Agora, claro, a gente fortalece ainda mais o tema da luz".

Ano Internacional da Luz

O Ano Internacional da Luz e das Tecnologias baseadas em Luz (International Year of Light and Light-based Technologies – IYL 2015) foi proclamado pela Unesco no dia 20 de dezembro de 2013, durante a 68ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas.

O amplo tema da luz permite que diversos setores da sociedade em todo o mundo participem de atividades que demonstrem como ciência, tecnologia, arte e cultura podem ajudar a atingir os objetivos da Unesco: educação, igualdade e paz.


Fonte: Marcelo Rodrigues, estagiário da SBPC, para o Jornal da Ciência








Contador de visitas
Visitas

SBQ: Av. Prof. Lineu Prestes, 748 - Bloco 3 superior, sala 371 - CEP 05508-000 - Cidade Universitária - São Paulo, Brasil | Fone: +55 (11) 3032-2299