.: Notícias :.
Boletim Eletrônico Nº 1330

DESTAQUES:


Siga o

da SBQ



Logotipo
Visite a QNInt





capaJBCS



capaQN



capaQnesc



capaRVQ


   Notícias | Eventos | Oportunidades | Receba o Boletim | Faça a sua divulgação | Twitter | Home BE | SBQ



23/08/2018



No Rio, fórum de coordenadores de pós-graduação aproximou SBQ da comunidade


Evento teve resultados excelentes e será realizado pela segunda vez em 2019

No Rio de Janeiro, apesar da situação particularmente difícil em termos financeiros – não só as universidades federais tiveram grandes cortes de orçamento, como a FAPERJ e o estado como um todo estão virtualmente quebrados – sua regional da SBQ mantém um número sólido de associados, com perspectivas de crescimento alavancado pela reativação do Fórum de Coordenadores de Pós-Graduação. O evento foi realizado em 2017, teve excelentes resultados e será repetido em 2019.

Acima, os participantes do primeiro encontro regional dos coordenadores de PG, realizado ano passado.

Professora Sabrina Baptista Ferreira, com seus alunos do LaSOPB-UFRJ: "Nosso objetivo é que a SBQ-RJ possa ter uma atuação cada vez maior no sentido de promover a Química em nosso estado, funcionando como um ambiente que promova o diálogo e participação entre todos os setores de nossa sociedade. O Fórum de Coordenadores foi um ponto de partida neste sentido, mas gostaríamos de avançar nesta ideia e poder ter maior proximidade com representantes de outros setores que não apenas as pós-graduações."

"Foi uma ideia que tivemos na gestão passada para aproximarmos a SBQ da comunidade química, e deu muito certo", conta a Professora Sabrina Baptista Ferreira (UFRJ), secretária regional da SBQ-RJ, vice-secretária na gestão anterior. "Tivemos 625 participantes, 385 trabalhos inscritos, oferecemos três minicursos, 25 palestras e uma mesa-redonda. Vamos continuar com essa aproximação." Segundo Sabrina, a secretaria já está planejando o conteúdo do próximo Fórum, que será realizado no primeiro semestre do ano que vem – no segundo, será realizado o Encontro Regional da SBQ-RJ.

Outra ideia para a regional é ter uma ligação mais direta com a RASBQ. "Vamos sugerir selecionar trabalhos de IC no encontro regional e dar como prêmios inscrições para a Reunião Anual. É uma forma de fortalecermos o encontro regional", explica a professora. "Nosso objetivo é que a SBQ-RJ possa ter uma atuação cada vez maior no sentido de promover a Química em nosso estado, funcionando como um ambiente que promova o diálogo e participação entre todos os setores de nossa sociedade. O Fórum de Coordenadores foi um ponto de partida neste sentido, mas gostaríamos de avançar nesta ideia e poder ter maior proximidade com representantes de outros setores que não apenas as pós-graduações."

Segundo ela, a regional vai iniciar também uma aproximação com os coordenadores dos cursos de graduação na área de química, com o objetivo de apoiar os eventos locais e mostrar aos alunos a importância da SBQ.

A regional SBQ do Rio de Janeiro, tradicionalmente forte na química do petróleo, química medicinal e produtos naturais, entre outras áreas, é constituída por nove programas de pós-graduação que possuem as grandes áreas da química. Atualmente tem 257 sócios efetivos e 77 colaboradores. Na última Reunião Anual, foi o segundo estado com mais participantes, atrás apenas de São Paulo. A coordenadora da SBQ-RJ conta que a Faperj não está pagando novos projetos desde 2014. "O estado do RJ quebrou, e a Faperj já não tem mais dinheiro. Ela só consegue manter as bolsas. Eu tenho três projetos aprovados lá nos últimos anos, mas nada de recursos", observa.

A professora Sabrina coordena o LaSOPB – Laboratório de Síntese Orgânica e Prospecção Biológica, dentro do Departamento de Química Orgânica. Seu grupo de pesquisa trabalha na síntese de moléculas na linha e carboidratos e heterociclos com potencial aplicação no tratamento de doenças como diabetes do tipo II, esquistossomose, malária e câncer.

"Os alunos recém-chegados às pós-graduações têm mais dificuldades. Grupos estão deixando de receber alunos por falta de recursos", avalia a professora Sabrina. "Hoje o que a grande maioria faz é tentar editais externos, colaboração internacional. A Petrobras está começando a retomar o financiamento de projetos. Mas ainda não chega aos pés do que era alguns anos atrás."


Texto: Mario Henrique Viana (Assessoria de Imprensa da SBQ)








Contador de visitas
Visitas

SBQ: Av. Prof. Lineu Prestes, 748 - Bloco 3 superior, sala 371 - CEP 05508-000 - Cidade Universitária - São Paulo, Brasil | Fone: +55 (11) 3032-2299