.: Notícias :.
Boletim Eletrônico Nº 1466

DESTAQUES:


Siga o

da SBQ



Logotipo
Visite a QNInt





capaJBCS



capaQN



capaQnesc



capaRVQ


   Notícias | Eventos | Oportunidades | Receba o Boletim | Faça a sua divulgação | Twitter | Home BE | SBQ



24/06/2021



Estudante empreende com plataforma para unir laboratórios a indústrias


C2lab nasceu no curso de graduação de engenharia de materiais e não teve investimento inicial

Este Boletim tem publicado, na série JP-Conecta, histórias de estudantes e jovens pesquisadores que têm buscado novos caminhos diante da escassez de bolsas e concursos que o Brasil vive nos últimos anos. A história de Alexandre Cruz e da c2lab é surpreendente e inspiradora. Primeiro porque surgiu durante seu curso de graduação (em engenharia de materiais, pela UFSCar), depois porque é uma iniciativa colocada em pé sem financiamento ou aportes financeiros.

"O maior investimento que fizemos que foi nosso tempo. De custo mesmo, apenas a documentação para tirar o CNPJ para emitir notas, o domínio e o servidor do site", revela o estudante-empreendedor. Entre as capacidades e competências que ele e seus dois sócios precisaram adquirir está a própria produção do site.

Alexandre Cruz (UFSCar), com os sócios Guilherme Vieira e Alexandre Bruck - A empresa nasceu durante o isolamento causado pela pandemia, já tem clientes em três segmentos da indústria e 15 laboratórios cadastrados em São Paulo. A meta é ter laboratórios de todo o país.

A c2lab é uma plataforma que aproxima indústrias de laboratórios que façam análises e exames tecnológicos, uma espécie de uber ou trivago dos laboratórios. Para as indústrias, ela representa a solução de problemas. Para os laboratórios, receita na forma de novos clientes.

A meta é ter o maior número possível de laboratórios cadastrados, aptos a realizar os exames. Alexandre e seus sócios ficam responsáveis por fazer com contato com as indústrias e encaminhar as demandas aos laboratórios – que podem ser das universidades ou privados. "Já trabalhamos com 15 laboratórios, todos ainda no estado de São Paulo", conta Alexandre.

A ideia surgiu quando Alexandre fazia parte da Empresa Junior da universidade. Lá, percebeu que muitos exames e análises que faziam parte do seu dia-a-dia não eram conhecidos por indústrias, que por isso tinham problemas de produção. Um exemplo comum é o pet das garrafas, que por problemas de pureza ou outros, pode causar rachaduras, deformações ou perder a funcionalidade. "Mas isso é facilmente solucionável com alguns exames, como o ensaio de cristalinidade ou exames reológicos", exemplifica.

Foi já com a pandemia iniciada que os colegas começaram a empreender. Hoje, a c2lab está em um programa de aceleração em São Carlos com o objetivo de validar o modelo comercial e de relacionamento com o cliente para os nichos de pet, fundição e microscopia. "Quando cumprirmos essa etapa, vamos acelerar, ou seja intensificar a prospecção de indústrias. Queremos ser a a maior plataforma de ensaios e exames tecnológicos do País", resume Alexandre.

Para Alan Pilon membro do comitê JP-SBQ, a história de Alexandre e da c2 lab mostra que a falta de investimento inicial pode ser superada com foco e esforço. "É preciso que os estudantes e jovens pesquisadores acreditem nos seus sonhos."

Ouça a íntegra do JP Conecta com Alexandre Cruz aqui.


Texto: Mario Henrique Viana (Assessoria de Imprensa da SBQ)








Contador de visitas
Visitas

SBQ: Av. Prof. Lineu Prestes, 748 - Bloco 3 superior, sala 371 - CEP 05508-000 - Cidade Universitária - São Paulo, Brasil | Fone: +55 (11) 3032-2299